Prancheta 1

Hepatite

Cirrose e câncer de fígado são consequências clínicas das infecções hepatite B (HBV) e hepatite C (HCV). Também, são complicados o diagnóstico, o estadiamento e o monitoramento, fazendo do teste um elemento importante para os pacientes, pois:

  • Determinam se a pessoa tem possui infecção aguda ou crônica
  • Monitoram a carga vital do paciente para avaliar o estágio da doença e sua resposta à terapia
  • Estabelecem o genótipo vital para ajudar a determinar a terapia
  • Identificam pacientes com infecção HBC ou HCV, pois muitos infectados são assintomáticos

Os exames laboratoriais são importantes desde o diagnóstico até a doença ativa e a progressão crônica.

  • Exames de sangue de função hepática podem indicar dano hepatico
  • Testes com imunoensaios ajudam a diagnosticar a hepatite viral e se a infecção é aguda ou crônica
  • Testes moleculares ajudam a confirmar o diagnóstico, orientar o tratamento e indicar o prognóstico.

Como pode ver, esses testes desempenham um papel importante na identificação, nas decisões de tratamento e no monitoramento dos pacientes com hepatite.

  • Testes de rotina de função hepática elevados (LFTs) podem ser a primeira indicação de risco de lesão hepática
  • Testes de função hepática são usados para avaliação dessa função, mas não diagnosticam especificamente a hepatite
  • Transaminasses

– AST: aspartato aminotransferase ou (SGOT)

– ALT: alanina aminotransferase ou (SGPT)

  • Enzimas hepáticas colestáticas

– GGTP: gamaglumatil transpeptidase

– AP: fosfotase alcalina

  • Outros testes de função hepática

– Bilirrubina

– Albumina

Hepatite B

Diferentes combinações de marcadores são usadas para identificar se um paciente tem uma infecção aguda ou crônica, é imune ao HBV como resultado de uma infecção prévia ou vacinação, ou é suscetível à infecçao

Principais marcadores: HBsAG, Anti-HBc e Anti-HBs

Testes laboratoriais podem ser usados para monitorar e estadiar indivíduos com HBV crônico. Esses pacientes têm sido HBsAg positivo por 6 meses ou mais. (Analisado juntamente com Anti-HBe, AST/ALT, carga vital e biópsia hepática.)

Hepatite C

Anti-HCV é o teste utilizado para triagem de hepatite C e persiste no sangue se a infecção é resolvida, aguda ou crônica (cerca de 85% das infecções por HCV se tornam crônicas).

A carga viral para HCV deve ser usada para confirmação de um teste Anti-HCV positivo.

Publicações Relacionadas

Prevenção

Hepatite

Cirrose e câncer de fígado são consequências clínicas das infecções hepatite B (HBV) e hepatite C (HCV). Também, são complicados o diagnóstico, o estadiamento e