Anterior
Próximo

ISO 9001:2015

Certificado ISO Cliniab

É uma imensa satisfação comunicarmos a aquisição do Certificado de qualidade ISO 9001:2015.!!

Para o CLINILAB Laboratório, qualidade é nossa prioridade. E para concretizar todo esse empenho e coroar o diferencial de qualidade na prestação de serviços de Análises Clínicas, a Alta Direção do Laboratório decidiu, em 2019, buscar a certificação internacional ISO 9001, referência maior em Sistema de Gestão da Qualidade nos tempos atuais. 

Em Dezembro de 2020, o Laboratório foi Certificado na norma ISO 9001:2015, desde então temos trabalhado continuamente buscando a manutenção e desempenho do seu sistema de Gestão da Qualidade, visando a sua satisfação de forma a atingir a preferência e confiabilidade.

O Clinilab – Laboratório é o primeiro laboratório de análises clínicas de Ibitinga/SP a ser Certificado pela Norma Internacional ISO 9001:2015, referência maior em Sistema de Gestão da Qualidade nos tempos atuais, o certificado é concedido pela empresa certificadora CSC-LatinoAmérica S.A.

Programa externo de Controle de Qualidade

Desde 2008, o Laboratório Clinilab participa do Programa Externo de Controle da Qualidade da SBPC — Sociedade Brasileira de Patologia Clínica, que tem a finalidade de monitorar e avaliar os sistemas analíticos dos ensaios, principalmente em relação aos parâmetros de exatidão e precisão, demonstrar o desempenho do laboratório na realização de exames, e o mais importante, fornecer confiança aos clientes.

O que dizem sobre nós

Serviços oferecidos

Resultados On-line

Para sua maior comodidade, acesse os resultados de seus exames pela internet onde você estiver. Sendo importante ressaltar que alguns exames como: Exame Toxicológico e Teste de Paternidade NÃO estarão disponíveis via internet, deverão ser retirados pessoalmente no laboratório com um documento com foto.

Coleta Domiciliar

O Cuidado que você merece no conforto do seu Lar! Além da precisão e da qualidade, o Clinilab também proporciona comodidade aos seus pacientes com o serviço de coleta domiciliar e no trabalho, para solicitar o serviço basta entrar em contato com a central de atendimento e fazer seu agendamento.

Toxicológico

O Clinilab em parceria com o laboratório CAEPTOX disponibiliza mais um serviço. O Exame Toxicológico obrigatório para habilitação e/ou renovação da CNH nas categorias C, D e E, para admissão / demissão e mudança de categoria. Para a coleta é obrigatório apresentar um documento original com foto recente.

Teste do Pezinho

O teste do pezinho é um exame laboratorial simples, mas, extremamente, importante para detectar possíveis doenças congênitas, relacionadas a distúrbios do metabolismo. O exame é realizado pela análise de gosta de sangue do recém-nascido.

Exames gerais

O serviço de Análises Clínicas do Clinilab oferece um grande mix de exames, são exames bioquímicos, hormônios, imuno-hematológicos, parasitológicos, urinálise, triagem neonatal, auto-imunidade, testes genéticos para diagnóstico de doenças infecciosas e teste de paternidade (DNA).

Orientações para Exames

Siga as instruções abaixo para cada tipo de exame.

O teste é realizado a partir do 3° dia após o início dos sintomas e até o 10° dia.

MATERIAL: Secreção respiratória.

FORMA DE COLETA:
● É coletado a amostra de secreção respiratória com swab (cotonete especial), e com isso, é detectado o DNA do SARS-COV-2 na amostra analisada.
● Não é necessário jejum. 

O teste é feito pelo menos 10 dias após o início dos sintomas.

MATERIAL: Amostra de sangue.

FORMA DE COLETA:
● É coletado uma amostra de sangue para verificar a resposta imunológica do corpo em relação ao vírus a partir da detecção de anticorpos em pessoas que foram expostas ao SARS-COV-2.
● Não é necessário jejum. 

Não é necessário nenhum preparo em especial, ou seja, também não é necessário estar em jejum.

MATERIAL: Fios de cabelo ou pêlos do corpo.

RECOMENDAÇÕES:
●O cabelo deve ter no mínimo 3cm de comprimento para que a análise possa detectar o consumo de substâncias psicoativas dentro de um período médio de 90 dias que antecedem a coleta, porém se o comprimento não estiver dentro desse padrão, é solicitado amostras de pêlos do corpo como axila, pernas, braços ou peito, que não podem estar depilados no período que antecedem 3 meses a coleta;

● Os cabelos devem ser naturais, não sendo possível a análise de cabelos com apliques ou dread;

● Cabelos com algum tipo de química são analisados normalmente, pois o exame ocorre na parte interna do fio;

● Necessário roupas confortáveis para facilitar a coleta, caso seja necessário as amostras de pêlos corporais.

MATERIAL: Amostra de sangue.

FORMA DE COLETA:
● É coletado uma amostra de sangue para verificar a probabilidade de desenvolvimento do câncer de prótata.
● É necessário jejum mínimo de 4 horas

OBSERVAÇÕES (caso tenha realizado alguma das atividades abaixo, deve-se respeitar os seguintes prazos):

● Relação Sexual (aguardar 3 dias);
● Andar de bicicleta, cavalo ou moto (aguardar 3 dias);
● Uso de supositório (aguardar 5 dias);
● Sondagem uretral ou toque retal (aguardar 3 dias);
● Realizado Cistoscopia (aguardar 5 dias);
● Realizado Estudo Urodinâmico (aguardar 3 dias);
● Realizado Ultra-som transretal (aguardar 7 dias);
● Realizado Colonoscopia (aguardar 15 dias);
● Realizado Retossigmoidoscopia (aguardar 15 dias);
● Esteja com Infecção Urinária (aguardar resolução);
● Esteja com Prisão de Ventre (aguardar resolução);
● Biopsia (aguardar 30 dias);

MATERIAL: Plasma coletado em jejum.
FORMA DE COLETA:
● O paciente deve tomar todos os seus medicamentos normalmente nos horários pré-estabelecidos;
● A ingestão de água é livre (água não “quebra” o jejum);
● De acordo com a solicitação médica, pode-se coletar a glicemia em outros horários
do dia.

O QUE É: É a medição da glicose após o almoço.
MATERIAL: Plasma coletado 2 horas após o almoço.
FORMA DE COLETA:
● O paciente deve tomar todos os seus medicamentos normalmente nos horários pré-estabelecidos;
O paciente deve almoçar a quantidade de costume (não comer menos que o habitual). Assim que se sentar na mesa para iniciar a refeição, marcar o horário e após 2 (duas) horas ir ao laboratório para a coleta do sangue;
● Este exame não é coletado aos sábados.

O QUE É: Também chamado de teste oral de tolerância à glicose, e mostra de que maneira o açúcar atua no sangue após a ingestão de determinados alimentos. Além disso, também apresenta a velocidade em que os carboidratos são consumidos.
MATERIAL: Plasma coletado em jejum e nos tempos solicitados.
EXAMES: Curva glicêmica clássica (curva glicêmica de 5 dosagens), curva glicêmica de 6 dosagens, curva glicêmica nos tempos 0 e 120 minutos.
FORMA DE COLETA: Necessário agendamento. Entre em contato com o Laboratório para maiores informações;

Os médicos indicam que o teste de curva glicêmica seja realizado em jejum de 10 a 12 horas. Também é recomendado que o paciente não tenha feito nenhum tipo de atividade física ou fumado antes do exame. Já o consumo de água está liberado.

De acordo com o pedido médico, o teste pode durar até seis horas. Isso porque vai depender da quantidade de amostras de sangue que serão colhidas.

Então, para quem ficará esse tempo realizando o exame, saiba que o procedimento funciona da seguinte maneira:

Primeiro, é feito a coleta de sangue para medir a glicemia em jejum e, logo em seguida, é dado uma dose de um xarope açucarado.
Em seguida começa a coleta a cada trinta minutos (dependendo da indicação médica), coleta-se pequena quantidade de sangue. Durante o exame, é necessário ficar de repouso.
A partir daí, é feita a leitura de todo o teste e o médico indicará, ou não, a existência de pré-diabetes ou diabetes.

MATERIAL: Soro coletado com 12 horas de jejum.
EXAMES: Colesterol total, frações do colesterol (HDL, LDL, VLDL), triglicérides, lipídios totais e lipidograma.
FORMA DE COLETA:
Jejum de 12 horas;
1 até 5 anos de idade, jejum mínimo de 6 horas;
Até 1 ano de idade, jejum mínimo de 3 horas;
● Deve-se evitar ingestão de álcool 72 horas e atividade física vigorosa 24 horas que antecedem a coleta de sangue.

MATERIAL: Sangue total.
FORMA DE COLETA:
● Vir ao laboratório pela manhã para a coleta de sangue;
● Não há necessidade de jejum.

Proceder conforme instrução seguida abaixo: 

Urina tipo I e Urocultura: (Mulheres/ Homens/ Crianças)

MATERIAL: Urina de jato médio.
EXAMES: Urina tipo I, cultura de urina (urocultura) com contagem de colônias e
antibiograma.
FORMA DE COLETA:
A primeira urina da manhã é a mais indicada, quando não for possível, aguardar 4 horas entra a última micção e o momento da coleta;
 Lavar os genitais externos com água e sabão, enxaguar e enxugar;
Colher somente o jato médio (desprezar o primeiro e último jato);

Para o exame de Cultura de Urina, a coleta deve ser realizada no Laboratório. Caso isso não seja possível, deverá ser usado um kit apropriado fornecido pelo laboratório.
Todo o medicamento em uso deve ser notificado a recepcionista.

Para pacientes do sexo feminino:
● Pacientes com corrimento, hemorragias, etc, e for indicado o exame mesmo assim, este deverá usar um absorvente interno;
Deve-se aguardar 3 dias após o término da menstruação para colher a urina;
A paciente não deverá ter tido relação sexual na noite anterior a coleta;

Para crianças que  necessitam do uso de coletor:
● No caso de crianças que necessitam do uso de coletor, o mesmo deve ser colocado após higienização adequada, e deverá ser trocado de 30 em 30 minutos, até que a criança urine. Repetir a higienização quando for trocar o coletor.

Em caso de dúvida, consulte a recepcionista.

HIGIENE:

Homem/Mulher:

1. Lavar as mãos
2. Lavar a genital
3. Secar com uma toalha

COLETA:

1. Frasco fornecido pelo laboratório.
2. Esvaziar a bexiga e desprezar toda a urina no vaso sanitário e anotar o horário. Este é o horário de inicio da coleta.
3. Após a primeira micção (desprezada) começar a armazenar no frasco toda a urina do dia e da noite até a primeira urina do dia seguinte, de preferência, no mesmo horário que foi desprezada a urina do dia anterior, totalizando as 24 horas. Mantenha o frasco com a urina na geladeira, embrulhada num plástico, durante todo o processo de coleta.

IMPORTANTE: É fundamental que seja entregue ao laboratório TODA a amostra de urina nas 24 horas. Não pular nenhuma micção. Caso aconteça, interromper a coleta e iniciá-la novamente no dia seguinte. Qualquer erro na coleta implicará nos resultados do exame.

MATERIAL: Fezes.
EXAMES: Protoparasitológico, parasitológico de fezes (exame para detectar vermes).
FORMA DE COLETA:
● Pegar o recipiente (coletor) para a coleta das fezes no laboratório;
● Para se fazer o exame de fezes, basta colocar apenas uma pazinha de fezes no
recipiente, dando prioridade as partes mais alteradas, com muco, sangue, etc. Não
há necessidade de encher o coletor;
● Pode-se coletar a qualquer hora do dia. Caso colha as fezes até as 15:30 horas, já
levar ao laboratório. Se for após este horário, colocar as fezes no coletor e este na
geladeira, levando-a no dia seguinte pela manhã ao laboratório;
● Caso o médico solicite o exame com 2, 3, ou mais amostras de fezes, deve-se coletar uma amostra por dia, em dias consecutivos ou alternados (conforme orientação médica) e já ir enviando ao laboratório. Se o exame for em dias
alternados e não for possível a coleta, não há problema em se coletar com mais dias
de intervalo.

MATERIAL: Fezes recém-colhida.
EXAMES: Cultura de fezes (coprocultura) e antibiograma.
FORMA DE COLETA:
● Pegar o recipiente para a coleta das fezes no laboratório;
● Para se fazer a cultura de fezes, basta colocar apenas uma pazinha de fezes no
recipiente, dando prioridade as partes mais alteradas, com muco, sangue, etc. Não
há necessidade de encher o coletor;
● Pode-se coletar as fezes a qualquer hora do dia, porém, assim que coletar deve-se
levar ao laboratório no máximo em 1 hora;
● Não colocar as fezes para cultura, em geladeira.

MATERIAL: Fezes recém-colhidas.
EXAMES: Pesquisa de rotavirus nas fezes.
FORMA DE COLETA:
● Pegar o recipiente para a coleta das fezes no laboratório;
● Coletar as fezes de preferência quando esta estiver líquida (fase aguda da doença);
● Para se fazer a pesquisa de rotavirus nas fezes, basta colocar apenas uma pazinha
que acompanha o coletor de fezes no recipiente, dando prioridade as partes mais
alteradas, com muco, sangue, etc. Se as fezes estiver líquida, colocar apenas um
pouco no coletor. Não há necessidade de encher;
● Pode-se coletar as fezes a qualquer hora do dia, porém, assim que coletar deve-se
levar ao laboratório no máximo em 1 hora;
● Não colocar as fezes na geladeira.

SINONÍMIAS: Funcional de Fezes

Fazer uma dieta prévia por 3 dias;
Não enviar o material na sexta-feira e nem em véspera de feriado;
● Volume mínimo necessário 25 gramas e refrigerada.
● Suspender toda a medicação (principalmente laxantes e supositórios) durante 3 dias ou conforme orientação médica.
● Evitar o uso de bebidas gasosas e alcoólicas.

Crianças de até 12 anos não necessitam fazer a dieta.


DIETA:

Café da manhã
● 1 copo de leite com um pouco de café
● 2 torradas com muita manteiga.

Almoço
● 1 bife médio mal passado.
● 1 ovo frito mal passado.
● Arroz, caldo de feijão, batata cozida (ou purê de batata) à vontade.

À tarde
● 1 copo de leite com pouco café
● 2 torradas com muita manteiga.

Jantar
● Igual ao almoço, acrescentando macarrão e 1 cenoura.

Sobremesa
1 a 2 bananas cruas, tipo maçã, com uma fatia de queijo fresco, tipo minas ou prato

À noite
● 1 copo de leite com pouco café
● 2 torradas com muita manteiga

COLETA:
● No 4º dia colher o volume total da primeira evacuação da manhã e enviar imediatamente ao laboratório.
● Usar recipiente limpo, seco e que nunca tenha sido utilizado (novo).
Evitar contaminação por urina, água, gordura e etc.

MATERIAL: Secreção vaginal.
EXAMES: Cultura de secreção vaginal e antibiograma, exame a fresco, bacterioscopia.
FORMA DE COLETA:
● A paciente não deve estar usando anti-sépticos ou cremes vaginais e antibióticos há
pelo menos 72 horas da coleta da secreção (salvo orientação médica);
● A paciente não deverá estar menstruada.
● A paciente não deverá ter tido relações sexuais há pelo menos 48 horas;
● A paciente deverá ir ao laboratório de manhã, sem urinar (somente as virgens) e
sem ter feito higiene íntima para a coleta da secreção vaginal.

MATERIAL: Secreção uretral.
EXAMES: Cultura de secreção uretral com antibiograma, bacterioscopia, exame a fresco.
FORMA DE COLETA:
● O paciente não deverá estar usando antibióticos há pelo menos 48 horas da coleta
da secreção;
● O paciente deverá ir ao laboratório pela manhã sem urinar e sem ter feito qualquer
higiene íntima.

MATERIAL: Secreção de orofaringe, secreção de abscesso, secreção ocular, etc.
EXAMES: Cultura com antibiograma, bacterioscopia.
FORMA DE COLETA:
Favor entrar em contato com o laboratório para orientação especifica para cada tipo de secreção.

MATERIAL: Esperma.
EXAMES: Espermograma, Cultura de esperma, Bacterioscopia, etc.
FORMA DE COLETA:
● Fazer abstinência sexual de no mínimo 3 dias e no máximo 5 dias, para posterior coleta de esperma;
A coleta deverá ser realizada pela manhã (entre 7:00 e 8:30 hs), de segunda a sexta-feira, de preferência no laboratório. Se não for possível, seguir rigorosamente o tempo de envio ao laboratório.
  – Lavar o pênis com água e sabonete.
  – Deve-se urinar previamente e depois coletar por masturbação, todo o volume de esperma de uma ejaculação, diretamente no frasco fornecido pelo laboratório.
  – Não coletar o esperma em preservativo, pois o látex interfere com a viabilidade dos espermatozóides;
● Anotar o horário da coleta e enviar o esperma ao laboratório no máximo 30 minutos
após a coleta. O material deve ser protegido contra extremos de temperatura (menos de 20º C e mais de 40º C) durante o transporte até o laboratório. Comunicar ao laboratório se fez vasectomia e a quanto tempo.
● Anotar o horário da coleta e enviar o material ao laboratório no máximo 20 minutos após a coleta. O material deve ser protegido contra extremos de temperatura (menos de 20º C e mais de 40º C) durante o transporte até o laboratório.

Comunicar ao laboratório se fez vasectomia e há quanto tempo.

SINONÍMIAS: Teste de paternidade, exame de DNA, Investigação de vínculo genético de filiação.
MATERIAL: Sangue total.
FORMA DE COLETA:
● O exame deve ser agendado com antecedência;
● O sangue será coletado no Laboratório Clinilab e encaminhado ao Laboratório apoiado onde será realizado o exame;
● Não há necessidade de jejum. Normalmente a coleta é feita de segunda a sexta- feira em horário agendado;
● O sangue é coletado da mãe, filho (a) e do suposto pai;
● O prazo de entrega do resultado é de 7 dias (no máximo 10 dias);
No dia da coleta, deve-se trazer xerox de um documento com foto CIC e RG da mãe e do suposto pai e xerox da certidão de nascimento do filho (a) e um comprovante de residência.

OBS: Em casos judiciais, em que os envolvidos queiram fazer o exame pelo Clinilab, deve-se manifestar sua intenção ao Juiz de Direto, e este encaminhar ao Clinilab um oficio autorizando a coleta e agendando o dia e a hora do exame. Desta forma o laudo fornecido constitui uma prova judicial.

OBS: O exame com suposto pai ou mãe falecido (a), pode ser feito com amostras colhidas de parentes de primeiro grau do falecido (a) (filhos, irmãos, pais), geralmente dois ou mais parentes. Haverá um custo adicional para cada periciando.

MATERIAL: Sangue.
FORMA DE COLETA:
Favor entrar em contato com o laboratório Clinilab pelo telefone: 16 3342-6562, para orientações específicas de cada exame.

Equipe Clinilab ISO 9001

Sobre Nós

Fundado em 6 de julho de 1993, o Clinilab – Laboratório de Análises Clínicas vem fortalecendo a sua imagem como referencial em Análises Clínicas em Ibitinga / SP.

Certificações

Blog da Saúde